Gelo, peixe e o desconhecido

Refrescante, o Porta reserva fez muito bem para cabeça

Refrescante, o Porta reserva fez muito bem para cabeça

Atravessar uma porta significa algum tipo de mudança. Só tem um jeito para descobrir o que tem do outro lado: encarar o desconhecido. Este Porta Chardonnay, safra 2006, branco, foi escolhido por critérios nada científicos. Primeiro é um chileno, já merece atenção. Depois, o calor estava muito grande, 31°C à sombra. E pra terminar, gostei do rótulo. Simples e limpo.  No primeiro gole, uma surpresa: apesar dos 13,5% de teor alcoólico, ele desceu suave, refrescante e combinou bem com um peixinho na chapa e arroz selvagem. Foram 38 reais muito bem pagos. Não tenho certeza se fiquei alto, mas a cada gota eu consegui enxergar melhor e acabei descobrindo outra forma de escolher vinho: arriscando.

Reparem na cor desse Porta, ele brilha

Reparem na cor desse Porta, ele brilha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: