Arquivo para março, 2009

Canata é um chileno primoroso

Posted in Vinhos brancos on 10/03/2009 by André Muricy
Uma ótima escolha para um almoço com os amigos

Uma ótima escolha para um almoço com os amigos

Um vinho que tomei e gostei muito foi o Canata, branco, com a uva Chardonnay. O que me chamou a atenção foi um detalhe no rótulo: vinho branco meio seco. Por conta disso, pensei que ele seria doce demais, mas os 13,5% de teor alcoólico caíram muito bem.

Ao custo de R$ 38,00, este chileno gran reserva é uma delícia. Foi uma ótima escolha para acompanhar uma salada com peixe. Voltarei outras vezes.

Brunheda, um português branco chatinho

Posted in Vinhos brancos on 10/03/2009 by André Muricy
A Malvasia Fina deixa este vinho com um gosto meio azedo

A Malvasia Fina deixa este vinho com um gosto meio azedo

Mais uma vez tive uma experiência diferente com um português branco. Para um belo almoço, um amigo me indicou o Brunheda, R$ 30,00. Como era da fantástica região do Douro, arrisquei.

Ele é uma mistura de três uvas: Malvasia Fina, Códega do Larinho e Rabigato. Engarrafado em 2006 e com 13% de álcool, o Brunheda apresentou um forte sabor azedo no início e no fim (meu amadorismo me fez achar até que ele estava estragado).

Foi então que descobri que a Malvasia Fina é que produz esse sabor meio chatinho. Foi bom para conhecer e tomar nota. Outra vez, não repetirei a dose (sem trocadilhos cretinos. hehe).

Finca El Portillo, um argentino com crédito

Posted in Brasileiros on 03/03/2009 by André Muricy
Excelente sabor e consistência

Excelente sabor e consistência

De cor bastante límpida, o Finca El Portillo foi uma ótima recomendação de um amigo. Seu sabor sutil, vai fazer qualquer ‘enochato’ admitir que os brancos podem ser tão atraentes quanto os tintos.

Os 13% de graduação alcoólica só começam a aparecer no fim da garrafa, exatamente para deixar você bem mais animado. A uva Sauvignon Blanc se apresenta com graciosidade no paladar, combina bem com uma comida leve e comprovou uma teoria (preconceituosa) que já tinha em mente: os argentinos não são tão ruins assim.

Salton Classic branco é bom e barato

Posted in Brasileiros on 03/03/2009 by André Muricy

 

Este brasileiro cai bem quando a verba é pequena

Este brasileiro cai bem quando a verba é pequena

De volta aos vinhos brasileiros, tive uma grata surpresa quando provei o Salton Classic. Apesar de não ser nenhuma preciosidade, por apenas R$ 16,00 você pode tomar um vinho que se encaixa muito bem naqueles dias em que estamos mais econômicos

A sua uva Chardonnay provoca apenas 11,5% de teor alcoólico. Bem gelado, ele apresenta um certo sabor levemente adocicado no final e é bastante agradável. É  mais um vinho brasileiro que merece atenção.

Dom Rafael, um branco meio esquisito

Posted in Vinhos brancos on 03/03/2009 by André Muricy

Este português apresentou um sabor pouco abusado

Na busca pelo diferente, algumas vezes a gente não se dá muito bem. Foi o que aconteceu comigo ao escolher o português alentejano Dom Rafael. Entre os critérios, o preço me chamou a atenção. Estava em promoção por R$ 39,00.

No início, seus 13% de álcool predominaram e ele se mostrou um pouco amargo. Com o tempo, apesar de ter melhorado bastante, o Dom Rafael não se revelou uma opção que eu iria de novo. Mesmo na temperatura ideal, este português continuou com taninos demais elevados para um branco.