Brunheda, um português branco chatinho

A Malvasia Fina deixa este vinho com um gosto meio azedo

A Malvasia Fina deixa este vinho com um gosto meio azedo

Mais uma vez tive uma experiência diferente com um português branco. Para um belo almoço, um amigo me indicou o Brunheda, R$ 30,00. Como era da fantástica região do Douro, arrisquei.

Ele é uma mistura de três uvas: Malvasia Fina, Códega do Larinho e Rabigato. Engarrafado em 2006 e com 13% de álcool, o Brunheda apresentou um forte sabor azedo no início e no fim (meu amadorismo me fez achar até que ele estava estragado).

Foi então que descobri que a Malvasia Fina é que produz esse sabor meio chatinho. Foi bom para conhecer e tomar nota. Outra vez, não repetirei a dose (sem trocadilhos cretinos. hehe).

Anúncios

Uma resposta to “Brunheda, um português branco chatinho”

  1. Em Portugal, não só a região do Douro produz bons vinhos.
    Também as Beiras e o Alentejo apresentam excelentes escolhas.
    Neste particular do Malvasia, a melhor escolha portuguesa será a Ilha da Madeira, que o produz desde o século XVI a partir de castas mediterrânicas ancestrais, em clima e terrenos adequados. É uma experiência única… que vale a pena.

    Abraço,

    Jota

    http://www.chatinho.co.cc/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: