Arquivo para janeiro, 2010

Blog, um vinho para navegar em cada gota

Posted in Portugueses, Vinhos intensos on 18/01/2010 by André Muricy

Este vinho português é intenso desde o rótulo

Com uma garrafa muito elegante, de rótulo simples e muito forte, o Blog é um vinho português de excelente sabor. Com 14% de álcool, esse alentejano produzido em 2006 é para quem gosta de vinhos robustos, suntuosos e encorpados. O investimento de R$ 120,00 é compensado em cada gole. Moderno e bonito – com o perdão para o trocadilho –, com esse Blog, muitos comentários vão rolar.

Anúncios

Bomba de vácuo: simples e muito útil

Posted in Utilidades on 07/01/2010 by André Muricy

Muitas vezes, as pessoas querem tomar só uma taça de vinho para relaxar, mas não o fazem porque sabem que, ao abrir, o oxigênio começa a atuar imediatamente no sabor do vinho e o álcool inicia o processo de evaporação. Nessas condições, mesmo climatizado, o vinho vai virar vinagre em uma semana. 

Porém, para ajudar a manter o vinho ainda em condições razoáveis, mesmo depois de aberto, existe um utensílio muito interessante, a bomba de vácuo. É um dispositivo que extrai o ar de dentro da garrafa e faz com que a vida útil da bebida se prolongue um pouco. É lógico que o vinho perde as características ideais de quando foi aberto pela primeira vez, mas dá para passar sem grandes traumas

Entre vários modelos existentes no mercado, há dois que são mais facilmente encontrados. Um possui o corpo mais fino e elegante e é leve. Este, após extrair o ar, utiliza a própria bomba para selar o vinho. Isso é uma desvantagem porque aumenta a altura da garrafa e fica mais difícil colocá-la de volta numa adega ou mesmo no refrigerador. Além disso, são necessárias dezenas de bombadas para alcançar o objetivo. Valor: a partir de R$ 22,00

Essa bomba é mais leve, só que demora muito para extrair o ar da garrafa

 

O segundo modelo é mais robusto, porém tem duas grandes vantagens. Por ter o corpo largo, bastam apenas algumas bombadas para o vinho ficar sem ar. Outro benefício é que ele deixa apenas uma ponta de borracha no gargalo, o que mantém quase a mesma altura da garrafa. Valor: a partir de R$ 18,00

Porém, nada de ficar um mês com o vinho fechado com uma bomba de ar. Quatro dias é um tempo mais que razoável, cinco dias já beira o exagero (mas já tomei!). 

E por último: o ideal é que essa bomba de ar seja preferencialmente usada para vinhos do dia-a-dia. Os vinhos mais especiais devem ser celebrados de uma vez só e sempre em boa companhia. 

Mais robusta, esta bomba é muito eficiente e vem com duas rolhas de borracha

 

Sei que os mais conservadores discordam de utilizar uma bomba de ar e vão me trucidar, mas o bom é deixar as coisas rolarem e relaxar sempre. Para eles digo: viva a dialética, cada um deve fazer o que quer para ser feliz.