Archive for the Chilenos Category

Jovem, elegante e com um futuro promissor: Veramonte

Posted in Chilenos with tags , , , , , , , on 07/04/2013 by André Muricy

Preparado sob influência direta do Oceano Pacífico, o Veramonte apresenta um equilíbrio perfeito das uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Chardonnay com o microclima da região da Cordilheira da Costa chilena. São vinhos jovens, com frescor e amadurecidos em tanques de inox, o que os deixa com personalidade e o sabor delicado. Até mesmo os tintos combinam com carnes brancas, peixes de sabor mais forte e certos mariscos. Além disso tudo, o preço é outro atrativo: apenas R$ 25,00. Ou seja, são vinhos compatíveis com o dia a dia ou para receber os amigos em encontros aconchegantes, onde são servidas inúmeras garrafas e ninguém fica de ressaca. Se quiser guardar vinhos mais caros para ocasiões especiais, é só comprar o Veramonte e ser feliz.

20130407-174253.jpg

20130407-174310.jpg

Anúncios

Emiliana: além de vinhos orgânicos, biodinâmicos

Posted in Chilenos, Vinhos brancos, Vinhos intensos with tags , , , , , , , , , , , on 09/03/2013 by André Muricy
IMG_4176

Ambiente rústico não esconde bucolismo do lugar

Fundada em 1986, a Emiliana foi a primeira vinícola do Chile a conseguir a certificação ambiental 14001.

Fundada em 1986, a Emiliana foi a primeira vinícola do Chile a conseguir a certificação ambiental 14001

A agricultura orgânica não é uma novidade. Plantar, colher e produzir  apenas com ingredientes naturais, sem o uso de aditivos químicos, é uma tendência que tem conquistado muitos consumidores, preocupados em manter uma alimentação saudável. Além dessa filosofia, a Vinícola Emiliana também utiliza critérios biodinâmicos. Ou seja, durante a produção de seus vinhos e azeites, obedece a um rigoroso calendário baseado no equilíbrio do sol, da lua e dos planetas.

É, existe isso mesmo. Os produtores acreditam que o ciclo magnético interfere na fertilidade do solo e, consequentemente, na qualidade dos vinhos. Essa teoria, criada pelo filósofo austro-húngaro Rudolf Steiner (1861-1925), considera a Terra um ser vivo e que possui nutrientes naturais,  capazes de oferecer exatamente o que a planta precisa.

A limpidez dos vinhos brancos já revela o agradável sabor nos aguarda

A limpidez dos vinhos brancos já revela o agradável sabor que nos aguarda

Se para se fazer um bom vinho é necessário seguir regras e muita pesquisa, na chilena Emiliana, eles se superam na forma sustentável de produção, pois usam energia alternativa, reciclam os resíduos sólidos e líquidos, as garrafas levam 14% a menos de vidro e ainda neutralizam o carbono. O resultado de tanta preocupação com a qualidade não poderia ser outro: vinhos cheios de vida e personalidade. Critérios e teorias à parte, o bom mesmo foi que provamos quatro rótulos e pudemos comparar sabores e cheiros.

100% Sauvignon Blanc, Safra 2011 e uma leveza que impressiona e agrada

Vinho Novas 100% Sauvignon Blanc, Safra 2011 e uma leveza que impressiona e agrada. Lembrou frutas cítricas com um toque suave de pimenta branca

Suavidade e equilíbro imperam nessa vinho que  tem aroma elegante de damasco e notas suaves de jasmim

Signos de Origem: suavidade e equilíbrio imperam nesse vinho que tem aroma elegante de damasco e notas distantes de jasmim

Mais robusto com com forte evidência dos taninos, resultado da mistura das castas Syrah 38%, Carménère 27%, Merlot 21%, Cabernet Sauvignon 12%,  Mourvedre 1% e  Petit Verdot 1%

Coyam: mais robusto e com forte evidência dos taninos. Resultado da mistura das castas Syrah 38%, Carménère 27%, Merlot 21%, Cabernet Sauvignon 12%, Mourvedre 1% e Petit Verdot 1%

O Novas tinto mistura a Carménère com a Cabernet Sauvignon e lembra frutas maduras com um leve toque de pimenta doce

Novas: tinto caprichado que mistura a Carménère com a Cabernet Sauvignon e lembra frutas maduras com um leve toque de pimenta doce

Ímpetu, um ótimo vinho para qualquer ocasião

Posted in Chilenos with tags , , , , on 07/09/2012 by André Muricy

O rótulo atrai pela simplicidade, clareza e força. Porém, ao contrário do que ele transparece, o Ímpetu é um vinho de sabor tranquilo e extremamente agradável. Esse chileno é uma rara exceção à regra de que vinho barato nào é bom. Ao custo de apenas R$ 27,00, ele não é tanitoso (àqueles vinhos que deixam a boca seca e são meio amargosos – os enólogos odeiam essa palavra, mas eu nem ligo. Acho que desse jeito todos entendem. E adoro falar isso na frente deles só pra ver os olhares pedantes de censura). A turma do Valle Central acertou em cheio no tratamento da uva Cabernet Sauvignon, que deixou o teor alcoólico em 13,5%. O Ímpetu é daqueles que servem para o cotidiano, mas que manda bem em ocasiões especiais. Ao encontrá-lo compre muitas garrafas (e mande uma para mim, pois não o encontrei em Maceió, mas no Recife).

Ímpetu é agradável e bom para tomar muitas garrafas com os amigos

Summit 2900 vem da terra do fogo e do frio

Posted in Chilenos with tags , , , , on 01/07/2012 by André Muricy

É da misteriosa região do Valle Central que vem o simpático Summit 2900, um vinho tinto produzido em solo vulcânico. Talvez por essa proximidade com o fogo e com o frio ao mesmo tempo, este Cabernet Sauvignon se apresenta de modo sutil no paladar. O sabor seco demais e forte passa longe desse belo exemplar dos bons vinhos chilenos. Ao custo de R$ 40,00 e com 13,5% de álcool o Summit 2900 é uma boa oportunidade para saborearmos com maestria aqueles ótimos momentos com a turma.

20120701-162819.jpg

Tierra Antica Merlot é leve e eleva a imaginação

Posted in Chilenos on 13/02/2011 by André Muricy

A Merlot do Tierra Antica é uma preciosidade

O Tierra Antica é um chileno feito com capricho. A versão com a uva Merlot é surpreendentemente boa para um vinho tão jovem (safra 2009) e com 14% de teor alcoólico. O preço é outro diferencial, custa apenas R$ 34,00. Um dos aspectos mais interessantes é que o sabor não traz o amargor forte dos taninos. Pelo contrário, ele é tão simples que pode ter tomado até com uma salada mais temperada. Ótima pedida para um almoço sem compromisso.

Farmus é barato e manda bem com carne vermelha

Posted in Chilenos on 22/01/2011 by André Muricy

 

O Farmus é um chileno de personalidade forte

Sabe quando a gente está a fim de tomar um vinhozinho com uns amigos, mas tem pouco tempo e por isso não quer investir alto para não desperdiçar uma boa garrafa? Nessas horas, se encontrar um vinho chamado Farmus, safra 2008, não pense muito. Este chileno produzido exclusivamente com a Cabernet Sauvignon chega ao Brasil custando R$ 25,00. Com 13% de álcool, ele manda bem com carnes vermelhas e bastante temperadas. Se conseguir dar uma paradinha dessas no meio de um dia cheio, não se esqueça de brindar com a turma.

Amaral, um Chardonnay único

Posted in Chilenos on 21/11/2010 by André Muricy

Chileno Amaral é uma escolha certeira

Nos dias quentes, que pedem uma bebida mais refrescante, uma excelente opção é tomar o chileno Amaral. Produzido no Vale de Leyda, perto do Oceano Pacífico, este branco Chardonnay consegue unir um leve sabor cítrico com um doce bem sutil. Seus 14,5% de álcool passam totalmente desapercebidos e deixam esse vinho cheio de personalidade.  Ao preço de R$ 45,00, o Amaral é um vinho sofisticado e requer que seja tomado lentamente, para que cada gole seja apreciado com maestria. Deve ser servido a 10°C.