Archive for the Portugueses Category

Tinto Materia sublima a ideia de bem-estar

Posted in Portugueses with tags , , on 21/11/2014 by André Muricy

Materia

Com um rótulo que impressiona de longe pelo bom gosto, o Materia é um tinto português cheio de personalidade. A delicada mistura das uvas Aragonez, Alicante Bouschet e Syrah o torna extremamente saboroso, maduro e elegante. O sabor da madeira dos barris onde foi envelhecido aparece com intensidade, mas os taninos são equilibrados. Ao custo de R$ 65,00 com o teor alcoólico de 14%, esse alentejano combina com carnes suculentas e massas temperadas. É um grande vinho para ocasiões mais que especiais.

 

Quinta de Vale Veados é equilíbrio em cada gota

Posted in Portugueses with tags , , , on 02/11/2014 by André Muricy

Vale de Veados

Outro excelente vinho tinto português é o Quinta de Vale Veados Reserva 2011. Produzido na região do Tejo, utiliza as uvas Tinta Roriz e Trincadeira de um jeito que proporciona ao paladar sensações únicas e gera 14% de álcool. Equilibrado, macio e com boa estrutura, é ótimo para presentear ou simplesmente beber com a turma, pois o preço é de R$ 80,00. Combina com massas especiais, carnes vermelhas e queijos fortes. Ao encontrá-lo, não hesite e aproveite.

Terrassus rende os melhores elogios d’além mar

Posted in Portugueses with tags , , , , , , , on 02/11/2014 by André Muricy

Terrassus

O português Terrassus apresenta toda a pureza da região do Douro, um dos lugares mais incríveis do mundo para produção de vinhos. Feito com as uvas Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz, é um tinto leve, elegante, delicioso e fino. Bom nas noites frias, é um vinho feito com carinho e combina bem com bifes e arroz branco, salada de folhas verdes com tomates cereja. O teor de 13,5% não é saliente e enche a boca com o bom sabor das terras lusitanas. Custa em média R$ 100,00 e é trabalho do famoso enólogo português Rui Reguinga.

 

Terra a terra tem estrutura e personalidade

Posted in Portugueses with tags , , , on 05/08/2012 by André Muricy

Na dúvida, escolha um português da região do Douro. Claro que existem vinhos bons em toda parte, mas se a grana for curta e você tiver que dar um tiro certeiro, melhor optar por um portuga. Um ótimo exemplar é o Terra a terra reserva. Mesmo após passar 15 meses em carvalho, ele incorpora com suavidade os aspectos da madeira. Tem um sabor elegante e é bem frutado. Ao preço de R$ 67,00, com 13,5% de álcool e um rótulo encantador, esse vinho traz em seus taninos a tradição e a personalidade das terras do velho mundo.

20120805-101320.jpg

Passa seduz os olhos e fica

Posted in Portugueses with tags , , , , , on 05/08/2012 by André Muricy

Talvez menos pelo baixo consumo de vinho no Brasil, 1,9 per capita, e mais pelas altas taxas de importação, o certo é que a variedade de rótulos por aqui ainda é pequena. Por isso, quando aparece um nome diferente o jeito é arriscar com seus próprios critérios. Nessa brincadeira o rótulo é um bom sinal. Foi o que aconteceu com o delicado vinho Passa, um português da região do Douro. Com 13,5% de teor alcoólico e feito com as uvas Touriga Franca, Tinta Roriz e Touriga Nacional, ele tem um aroma agradável e proporciona uma sensação aveludada no paladar. Ao custo de R$ 69,00, ele fica como uma ótima lembrança.

20120805-093728.jpg

Vértice faz você sonhar alto

Posted in Portugueses on 22/01/2011 by André Muricy

O Vértice se mostrou um vinho bastante equilibrado

Época de fim de ano a gente sempre se empolga e acaba encarando uns vinhos diferentes. Um que se mostrou perfeito foi o Vértice, safra 2006. Ele é exatamente o que o nome sugere: uma excelente escolha para celebrações especiais com os amigos. Além da Denominação de Origem Controlada (DOC), este português vem do Douro, umas das melhores regiões do planeta para produção de vinhos. Ao custo de R$ 120,00 e com 14,5% de teor alcoólico, ele é belo por fora e atraente por dentro.

Príncipe do Dão, simples e atencioso

Posted in Portugueses on 22/01/2011 by André Muricy

 

Príncipe do Dão usa toda a intensidade de suas quatro castas

Na intenção de conhecer novos sabores, provamos o Príncipe do Dão safra 2008, feito com as uvas Touriga-nacional, Tinta Roriz, Jaen e Alfrocheiro. Após alguns poucos minutos aberto, este português se mostrou leve e gracioso. Com apenas 12% de álcool, o tinto foi uma ótima pedida principalmente na relação custo-benefício. Por R$ 29,00 e fácil de ser encontrado, ele é uma boa escolha para dividir aqueles momentos cotidianos, claro com uma boa companhia.